Terapia Floral

Terapia Floral

A terapia floral é uma ciência baseada em essências florais, que são extratos líquidos naturais e altamente diluídos de flores, plantas, arbustos, que tem por objetivo o equilíbrio das emoções e a harmonia pessoal, ou seja, tratar sempre a pessoa e não a doença.

O inventor da terapia floral foi Dr. Edward Bach, inglês, nascido em 24 de setembro de 1886, em Moseley, medico Bacteriologista e Patologista; o conceito de saúde utilizado por Dr. Bach era: harmonia, integração, individualidade e integralidade. Ele dizia que a origem das doenças são os sete defeitos do homem: orgulho, crueldade, ódio, egoísmo, ignorância, instabilidade mental e cobiça/gula e dizia que os sete caminhos para o equilíbrio emocional são: paz, esperança, alegria, fé, certeza, sabedoria e amor, por isso há sempre a buscada conscientização plena do paciente. Utiliza-se de compostos energéticos chamados essências florais e cada essência é indicada para trabalhar emoções especificas ou conjunto de emoções.

Diversos problemas podem ser tratados com a ajuda de florais, entre eles estão: a obesidade, depressão, ansiedade, insegurança ou timidez, desanimo, baixa auto-estima, angustia, insônia, pânico, TPM, medo, acne, ciúmes, carência afetiva, agressividade, apatia, frigidez, desconfiança, cansaço físico, intolerância, distração, enxaqueca, pesadelos, pessimismo, separação conjugal, ansiedade antes do casamento, luto, adolescência, conflito familiar, desilusão amorosa, perdas materiais e imateriais.

A maravilha deste trabalho é ver pessoas transformadas, reencontradas e mais autoconscientes, pois as plantas têm a capacidade de reequilibrar e reordenar um estado psíquico humano particular. Quando a pessoa toma uma essência floral, ela recebe um padrão de onda bioenergético, organizado e natural, que ressoa nas estruturas do seu próprio sistema nervoso, remodelando-o, e assim influenciando toda a sua psique e suas condições emocionais.

É preciso que saiba que a terapia floral é compatível com qualquer tratamento, e pode ser utilizada em praticamente quaisquer circunstancias da vida de uma pessoa. Além disso, não tem efeitos colaterais, toxicidade ou contra-indicações, e pode ser usada durante a gravidez, a amamentação, em bebes, idosos, em casos de doenças severas ou terminais, em pacientes psiquiátricos, etc.

Depois de tomar o composto floral por algum tempo, o paciente pode retornar e a reavaliação de sua condição inicial será feita pelo profissional. Se o tratamento ainda não alcançou o padrão psicológico correto para lidar com seu problema ou com seus conflitos, então o tratamento continuará por um tempo até que uma mudança real e efetiva ocorra na pessoa, e esta seja capaz de lidar com a situação de forma equilibrada. E se o tratamento for bem feito, o padrão de consciência da pessoa mudara fundamentalmente, e ela terá amadurecido este seu aspecto emocional de forma duradoura.

Não é remédio nem medicamento; não contem princípio ativo farmacológico. É a energia das flores recolhida pela água, quando exposta aos raios solares. Carregam a freqüência vibratória de uma planta, fazendo com que a energia inerente de uma flor seja conduzida a um organismo humano, transmitindo e infundindo as propriedades da planta em níveis que vão para alem do nível físico, colocando-nos em contato com padrões de altíssima vibração; essas essências vibracionais são como um diapasão, preparando o nosso instrumento (corpo-mente-alma) para atuar em uma freqüência harmoniosa e equilibrada. O efeito de se tomar os florais, não é suprimir as atitudes negativas e sim transformá-las em positivas, estimulando o potencial de auto- cura.

Aparecida Andrea Santucci

sobre

Vamos falar sobre Terapia Floral?