Área médica: qual é a diferença de contar ou não com uma contabilidade especializada?

Soluções Financeiras

Em qualquer segmento, contratar uma contabilidade especializada na área médica faz com que o negócio se desenvolva de forma bem mais eficiente

Autor(a): Liliane Scaratti Fonte: A Autora

Muito mais do que uma opção, a contabilidade é um dever para as empresas, uma vez que o artigo 1.179 do Código Civil (Lei n.º 10.406/2002) estabelece que o empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema contábil, mecanizado ou não, com base na escrituração de seus livros, que seja pertinente à documentação correspondente para elaborar anualmente o balanço patrimonial e o demonstrativo de resultado econômico. Por sua vez, para os negócios inscritos no Simples Nacional, a legislação determina que a falta de registros contábeis, em seus respectivos livros, pode levar à exclusão do regime.

Assim, a maioria dos empresários busca cumprir com o dever legislativo ao contratar um profissional ou escritório contábil. No entanto, eles não sabem que a contabilidade é muito mais do que isso. Quem explica melhor é Júlia Lázaro, CEO da Mitfokus Soluções Financeiras: "Trata-se de um instrumento cuja finalidade é sim pagar impostos, mas ela pode ajudar o negócio a focar em decisões estratégicas, a se posicionar melhor perante a concorrência, negociar preços, atender melhor os clientes e atuar em basicamente todos os aspectos do cotidiano do seu segmento".

Júlia Lázaro, CEO da Mitfokus Soluções Financeiras

No entanto, para ter todo esse suporte, é necessário contar com uma contabilidade especializada, afirma ela. "No que se refere às empresas médicas, essa condição é essencial, pois é uma área com muitas características intrínsecas, desde as especificidades da carga tributária até o próprio entendimento do mercado. Portanto, é de suma importância que os médicos contem com o apoio de profissionais que dominem os aspectos mais específicos do setor".

Foi com esse entendimento que a Mitfokus Soluções Financeiras foi fundada. Júlia Lázaro, administradora de empresas, após trabalhar por 12 anos na área financeira de grandes multinacionais e enxergando a dor de seu marido médico que pagava muitos impostos, viu a oportunidade de empreender e fundar uma fintech totalmente voltada para a Medicina, que atendesse a gestão contábil e financeira dos profissionais da área. Deu certo. Presente no mercado desde 2017, a empresa tem obtido resultados expressivos junto aos seus clientes, verdadeiras provas de que contar com a ajuda de profissionais especializados no setor é muito mais eficiente do que contar com um contador generalista.

Segundo Julia, os médicos que procuram os serviços da Mitfokus, na maioria das vezes, chegam com várias dificuldades, a maioria delas decorrentes da falta de planejamento tributário ou problemas com os órgãos arrecadatórios. "E isso é natural, pois esses profissionais não estudaram nem se formaram em Economia, Ciências Contábeis ou Direito Tributário. Se eles se aventurarem nessa área, naturalmente estarão deixando de lado o segmento em que se dedicaram: a Medicina".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Ultimas postagens

BLOG

LEIA TODAS AS NOTÍCIAS

Contadores são grandes aliados na hora de manter a rotina financeira e gestão dos negócios
Contabilidade para PME: como fazer, dicas e pontos mais importantes
Nova tabela do Imposto de Renda tem novos valores de isenção e desconto simplificado
Tabela do Imposto de Renda 2024 é oficialmente atualizada; veja o que muda
A entrega da declaração do Imposto de Renda começa dia 15 de março
Imposto de Renda: saiba como se preparar e quais documentos reunir
WhatsApp chat

Nós utilizamos cookies neste para poder oferecer uma melhor experiência. Para conhecer a nossa Política de Privacidade e Conformidade com a GPDR, clique aqui.